RabiscosRedondos

Domingo, 30 de Agosto de 2009

Rabiscos de Alguém - Nadya

 

A escolha de um tema é deveras complicado. Há tanto para transmitir para o exterior que acabo por não conseguir definir uma ideia principal. De facto, tudo o que surge e acontece está interligado, nada está isolado e tudo à nossa volta está condicionado, desde a nossa mente, aos sentimentos, às atitudes, aos acontecimentos, à Natureza.

Todos os dias, as nossas atitudes condicionam a vida de outras pessoas e o mundo à nossa volta, por vezes, de uma forma mais significativa do que outras, mas nem sempre pensamos nisso quantas vezes deveríamos de pensar. A sociedade em que vivemos demonstra-se cada vez mais individualista e competitiva, em que, muitas vezes, agimos unicamente a pensar em nós próprios numa tentativa de ascensão profissional facilitada, para conseguirmos manter o emprego ou porque queremo-nos salvaguardar de qualquer situação e acabamos por comprometer a vida de terceiros. Cada vez mais, os factores económicos se sobrepõem aos sociais e os nossos interesses prevalecem em detrimento dos outros. Eu acredito que é possível ter um espírito cooperativo, solidário, de entreajuda, de respeito e ser bem sucedido na vida com o esforço e dedicação devido. No entanto, é preciso ter em conta aqueles que abusam da “boa vontade” dos outros e estes acabam por ser os “lixados”, por isso, é necessário haver um equilíbrio e bom senso da parte de todos e reflectirmos sobre que sociedade queremos viver. E nós podemos ser os primeiros a dar o exemplo.

Outras consequências da existência desta “sociedade com fins lucrativos” são os vários problemas ambientais que levam à extinção de espécies animais e vegetais.

Diversas organizações usam e abusam dos recursos naturais, poluem as águas e o ar, destroem as florestas, exterminam animais de forma desumana, colocando em risco a sobrevivência de milhares de espécies incluindo, a longo prazo, a nossa própria sobrevivência, em prol do lucro fácil.

Tudo isto porque nós, cidadãos de todo o mundo, consumimos de um modo desenfreado, sem reflectirmos nas consequências, no que foi e é necessário para que determinados produtos cheguem às nossas mãos. Hoje em dia, dispomos de vários meios para nos informarmos sobre todas estas situações e qual a melhor forma de agirmos perante estas problemáticas.
Todos nós temos uma responsabilidade perante o bem-estar de todos os seres vivos. É importante estarmos em sintonia connosco, com os outros e com o mundo que nos envolve.

 

Escrito por: Nadya
(É uma leitora do RabiscosRedondos que não pertence ainda à blogosfera, mas que enviou este texto muito bem elaborado) 

 

publicado por Rabisco às 09:00

2 comentários:

É que tem razão sim senhora. :)
Cláudia Oliveira a 31 de Agosto de 2009 às 11:34
Para quem conheçe a Nadya já sabe que é defensora das causas perdidas... Mas sim se todos fossemos como ela o mundo era melhor..
vava_girl a 1 de Setembro de 2009 às 19:41

mais sobre mim

Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
29
31

pesquisar

 

arquivos

últ. comentários

  • :'( :'(
  • :'(
  • Não. O era uma vez refere-se ao novo mundo ...
  • "Se era uma vez" é porque já passou..já era..certo...
  • Girou o mundo... As coisas mudaram e o post passou...
  • Na verdade até faz sentido o que estás a dizer. Se...
  • Olha a mim nunca ninguém me disse coisas tão bonit...
  • Houve um triste dia que o gelo caiu no chão e se q...
  • Sem dúvida que o que dizes faz todo o sentido... E...
  • Bem, antes de mais parabéns pelo mestrado e também...

mais comentados

blogs SAPO


Universidade de Aveiro